Quem sou eu

Minha foto
Escritor, poeta, sobrevivente! Morador de rua, uma pessoa incrível que nos tem muito a ensinar...

RAIMUNDO ARRUDA SOBRINHO REENCONTRA SUA FAMÍLIA, POR MEIO DO FACEBOOK, E SAI DAS RUAS DEPOIS DE MAIS DE 33 ANOS


É com muita felicidade que informo que ontem, dia 23 de abril de 2012, depois de mais de 33 anos morando nas ruas, Raimundo Arruda Sobrinho está sendo cuidado pelo serviço de saúde do SUS. 

Conheci Raimundo há quase 1 ano e, desde o primeiro dia, soube que precisava fazer algo para melhorar a sua condição. Raimundo penetrou na minha alma e desde então faz parte da minha história. 

Comecei fazendo visitas frequentes (no último ano visitei mais Raimundo do que qualquer outra pessoa!), fui compreendendo sua história de vida, colecionando suas Mini-Páginas (poesias em "pedacinhos de papel", como ele denomina), recebendo sua sabedoria e a cada encontro aprendendo mais sobre e com Raimundo. Realmente um poeta da vida, que fez das adversidades sua inabalável força de guerreiro, que convive sem ofuscar com a sua sensibilidade nata de artista. 

Passei muitas horas sentada na sua enferrujada latinha, que serve ao mesmo tempo de mesa de trabalho (para escrever suas Mini-páginas e seu diário) e banquinho para quem o visita.

Foi quase 1 ano de conversas e convívio, como ele diz "da mais alta a mais baixa sociedade", pois ao estar com Raimundo passam muitos carros e pessoas ofertando alimentos, objetos, roupas, etc. Era mesmo da mais "alta sociedade", a se falar pelos carros, pelas vestimentas das pessoas. Ao mesmo tempo, o que mais me interessava, por meio de Raimundo, descobri e convivi com moradores de rua, pois Raimundo era um "centro de distribuição", pois era para outros moradores de rua que ia grande parte (senão a maioria) das coisas que ele ganhava. Ele mesmo só comia (pouco) e usava caneta e papel (para o que mais lhe interessa: escrever). Cobertores (eu mesma cheguei a ter que comprar para mim, qdo o inverno do ano passado chegou forte, pois dei para Raimundo os 2 que tinha), roupas e outras coisas não ficavam com Raimundo. 

Aprendi mais com Raimundo e com  a convivência com ele do que poderia imaginar!

Como primeiro passo na direção de ajudá-lo resolvi criar uma página no Facebook para ele (https://www.facebook.com/ocondicionado) com o intuito inicial de publicar a sua obra (esta é uma vontade antiga do Raimundo) e com isso fazer com que mais pessoas conheçam a grande pessoa que é Raimundo.

Não demorou para que a família do Raimundo, com quem ele não tinha contato há muitos anos, fosse localizada! Este foi um passo decisivo, pois a partir daí os esforços foram direcionados no reencontro com a família e no que este reencontro poderia trazer. 

Em menos de 3 semanas entre a localização da família por meio do Facebook, o irmão mais novo do Raimundo veio a São Paulo e o reencontro (os dois não se viam desde que Raimundo deixou Goiás, seu irmão era um bebe de colo) foi emocionante! Passaram 2 dias conversando! Raimundo teve notícias de toda família e amigos, dos quais ele se lembra com riqueza de detalhe! 

Após este encontro, a família esteve em São Paulo por mais 2 oportunidades. Na segunda, chegamos a planejar a remoção de Raimundo para ir viver com eles. Havíamos combinado muitos detalhes, mas Raimundo não quis ir, disse que não poderia e não queria incomodar. 

Mesmo assim, não desistimos e, por meio de contatos com as instancias públicas finalmente ontem 23 de abril Raimundo está sob cuidados, dormindo em uma cama, com um quarto para ele e muito carinho!! 

Este é um novo momento na vida deste grande homem que já enfrentou inúmeros obstáculos e condições muito adversas! 

Servir de meio para que esta mudança acontecesse me faz acreditar ainda mais que é possível mudar a condição na qual existimos, a começar pela nossa, a dos outros, a do mundo!

Sou muito grata pelo encontro com Raimundo e é com muita honra e emoção que escrevo estas palavras! 

E que sirva de inspiração para mais pessoas!

Hoje temos meios de comunicação, como este blog, como as mídias sociais, como o Facebook, que podem servir para diminuir as distancias do mundo, sejam elas determinadas por fronteiras geográficas ou por fronteiras sociais (esta certamente a maior barreira). Em suma, temos a tecnologia a nosso favor, basta usarmos e um bom uso é incluirmos pessoas que tem muito a nos ensinar, bem mais do que podemos imaginar!

Olhar o mundo sob outros olhos nos abre um horizonte, um mundo de possibilidades de colocarmos nossa energia, nosso amor a serviço do(s) outro(s)! 

Abraços fraternos e cheio de luz, 



30 comentários:

  1. É ruim passar na Pedroso e não dar mais um bom dia e conversar com o Sr. Raimundo.

    Por outro lado estamos felizes de saber que ele está sendo cuidado, em um lugar mais confortável.

    Embora a filosofia de vida dele seja viver o desapego, era difícil ver um sr. de 74 anos encarando todas as dificuldades de viver na rua, ainda mais com o inverno chegando.

    Esperamos que ele seja bem cuidado.

    E teremos como manter algum contato com ele?

    Fizemos uma homenagem ao sr. Raimundo: http://art5ix.com/acao1.html

    Toso e Tawan

    ResponderExcluir
  2. Oi Toso e Tawan!!

    Agradeço pela homenagem! Sim, vocês podem visitá-lo e ligar para saber notícias dele pelo tel 11 3078-6886. Ele está no Caps do Itaim. Vou sempre postar notícias sobre ele na página www.facebook.com/ocondicionado.

    Um abraço e Obrigada,

    Shalla

    ResponderExcluir
  3. Para quem conhece....boa notícia saber que ele está sendo cuidado!DivulguemNel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bel Obrigada! Ele está sendo cuidado com mto carinho! Um abraço, shalla

      Excluir
  4. Olá,

    É muito bom saber que neste mundo de pessoas tão materialistas existam outras tantas como você! Parabéns por seu gesto, sua atitude!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Muito Obrigada pelo comentário! Mesmo o que parece impossível de se realizar, se realiza qdo acreditamos e encontramos pessoas que sonham junto! É a "rede" que se move para um bem maior! Um abraço

      Excluir
  5. Olá, Que bom saber notícias do Raimundo. Estranhei ver aquele canto da praça vazio depois de tanto tempo. Mas é muito bom saber que ele está sendo bem cuidado e que tenha reencontrado a família.Vou procurar uma foto que fiz dele há 16 anos atrás para compartilhar com voces.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sonia! Obrigada pelo comentário! Por favor, procure a foto e poste aqui ou na página dele no Facebook (www.facebook.com/ocondicionado) Um abraço, shalla

      Excluir
  6. Olá!

    Há um mês mais ou menos, passei muitas horas sentada conversando com o Raimundo. Moro no bairro desde que nasci e sempre tive vontade de parar e conversar com ele.
    Fiquei muito impressionada com tudo o que ele me falou, realmente ele é uma pessoa que tem muito o que ensinar. Voltei para casa pensando o que eu poderia fazer por ele.
    Confesso que quando passei pela Pedroso e vi que ele não estava mais lá, me assustei um pouco. Mas depois que li a placa falando que ele estava no CAPS e que vcs tinham encontrado a família dele, abri um sorrisão. Parabéns pela atitude, de verdade! É muito legal saber que pensamos parecido e além disso, saber que é mesmo possível mudar uma realidade... Vou visitá-lo na próxima semana para conversar mais um pouco sobre o mundo de ideias de Raimundo!

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri! Obrigada pelo comentário! Vai visitá-lo sim! Ele vai gostar! Um abraço shalla

      Excluir
  7. que vc tenha muitas pessoas iluminadas como você na sua vida.
    um abraço.
    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana, muito Obrigada! Um abraço, shalla

      Excluir
  8. Em 3 anos de São Paulo passei por ali diariamente e o via sempre escrevendo, escrevendo... com sol , chuva, frio, sempre coberto por plásticos e meio escondido no meio das árvores, ao relento , só, mas percebi que vivia a vida que queria curtindo aquela vida que não entendíamos mas que era só dele numa liberdade de sonhos, fantasias... Estou longe hoje, mas sei que sentirei saudades ao passar por lá novamente e não encontrar o que fazia no meu cotidiano e naquele momento pensar no que somos , o que fazemos e para que estamos aqui. Seu lugar será eternamente marcado por todos que sempre o viram e acompanharam por todo o tempo. Que sua vida possa se transformar em exemplo junto com suas poesias de sonho e realidade!!! Boa sorte Raimundo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Marilu! Muito Obrigada pelo seu comentário! A vida de Raimundo é um lindo exemplo e sua obra, suas poesias, falam por si. Nosso sonho agora, além de que ele fique muito bem é publicar a sua obra! Um abraço, shalla

      Excluir
  9. Oii fiquei muito feliz com a sua atitude, ajudar é sempre bom, Deus usou a sua vida!

    mais queria saber como raimundo se perdeu da familia?
    como chegou a esse ponto de ir morar na rua?

    um Abraço

    ResponderExcluir
  10. Menina, vc é um ser especial! Seu Raimundo é um espelho teu. Receba todo meu carinho e admiração! Abraço bem apertado em Seu Raimundo!

    ResponderExcluir
  11. Confesso que meus olhos se encheram de lágrimas ao ler a história que contou e ao imaginar tudo o que ele passou.

    Parabéns pra você por sua nobre atitude e sucesso ao Seu Raimundo em essa nova vida.

    Espero que ações como a sua sejam mais comuns em nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  12. Shalla...

    A história do Seu Raimundo é comovente e linda!!! Mas o que realmente me impressionou foi o seu gesto de carinho e atenção, do seu interesse em conhecer, cuidar e compartilhar conosco um pouquinho dessa história marcante...

    Parábens pela iniciativa; como é bom saber e ver que ainda existem pessoas tão doces como vc!!! Que Deus te abençoe...pois com certeza está muito orgulhoso de vc!!!bjinhusss

    ResponderExcluir
  13. Quando se olha para os lados, quando se percebe o que a realidade cruel joga pro lixo é possível enxergar além do horizonte.
    Parabéns, Shalla, pelo seu olhar generoso, contemplativo, capaz de captar o que se escondia atrás do plástico preto.
    Carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  14. Estou emocionada.Parabéns pela sensibilidade. Felicidades para seu Raimundo e para você.

    ResponderExcluir
  15. Fiquei muito triste ao passar pela Pedroso e não o encontrar mais ali. Achei que pudesse estar doente num hospital. Fico feliz que tenha encontrado sua família e que, agora, podera desfrutar um conforto material e espiritual junto aos seus. É estranho ver aquele lugar vazio... Quem sabe podemos plantar uma árvore para simbolizar sua presença!
    Shalla, você foi brilhante! Teve a coragem que muitos só pensaram! Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Tiro o chapéu para você, Shalla! Que Atitude nobre.
    Fiquei feliz com o rumo dessa história, sinal que ainda tem muita gente boa nesse país.

    Ivem Guedes

    ResponderExcluir
  17. Olá! Como não sei se é o próprio Raimundo quem gerencia a conta, vou ser impessoal!

    Meu nome é João Monteiro, sou produtor do programa Reis da Rua, da Tv Cultura. Através de alguns contatos, fiquei sabendo da história do Raimundo. De fato, muito comovente, um verdadeiro rei da rua!

    Estou escrevendo para tentar conseguir o contato de Raimundo para que possamos fazer um documentário sobre sua história de vida! A unica questão é que temos exclusivamente o mês de junho para fazer acontecer, então existe uma certa urgência nesse contato!

    Segue meus contatos:

    joao@bando.us
    11 2679 2157

    Agradeço a atenção!
    Abraços
    João

    ResponderExcluir
  18. Anos passando pela Pedroso, e totalmente acostumada ver o Poeta lá. Embora nunca parei para falar com ele, senti sua falta. Hoje me deparei com esta ótima notícia. Fico imensamente feliz por alguém o ter ajudado. "Que imperem sempre as boas ações e o bom senso!"

    ResponderExcluir
  19. Encontros como esses estão marcado. Fico feliz pelos dois, por ele que está em idade avançada e precisa de cuidados e pro voce, pela oportunidade que teve.
    Parabéns a voce e boa sorte ao poeta da vida!
    V.

    ResponderExcluir
  20. Fico feliz em saber que o Sr. Raimundo está bem e feliz!!!

    ResponderExcluir
  21. Quantos "Raimundos" não teremos por aí! Belíssima história. Ainda acredito no "ser humano".

    ResponderExcluir
  22. Belíssima história! Ele soube ocupar, corpo e mente, semeando suas palavras em seus escritos! Sempre que observo moradores de rua fico pensando que histórias fazem suas vidas e os "porquês"...Conheci um senhor, na Ilha do Governador, ele ficava deitado na rua, as pessoas davam jornais e ele lia todos, um dia de chuva e frio tentei levar ele para um hospital, mas ele não quis...Sabe, ao olhar bem nos olhos dele percebi que não era idoso, apesar de parecer. Não qui me dizer seu nome, só o apelido "Gaúcho"...No dia seguinte novamente insistimos, até que ele concordou...Gostaria de saber noticias mas não mais soube. É interessante como a vida compõe histórias...

    ResponderExcluir
  23. Uma duvida...Raimundo era infeliz?
    Será que foi resgatado da sua prisão ou aprisionado a nossa.
    Pergunto pq não ficou claro na historia se ele sofría com td a situação, recebia de td, não ficava com nd, tinha plateia e podia distribuir e compartilhar seus pensamentos com quem pasasse.
    E agora, quem vai ouvir sua voz??
    #pensenisso

    ResponderExcluir